Diário de um Conquistador 2

Incrível, mas já estamos às portas dos ensaios pré-gerais, técnicos, do Don Giovanni aqui no Teatro Colón. Não há como fugir de algumas inconguências que terão que ser resolvidas no futuro próximo para que o teatro possa trabalhar convenientemente : fizemos os ensaios de orquestra e cena das 14 às 17 horas. O coro do teatro, no entanto, não ensaia depois das 16.30. Isso quis dizer que nunca conseguimos ter o coro em toda a opera, uma vez que ele só canta nos finais de ato . Quando eu chegava lá, o coro tinha ido embora… Enfim, ainda bem que a participação do coro no Don Giovanni não é tão importante, e teremos tudo nos ensaios pré-gerais de sábado (espero…)
Por outro lado, a cena mais complicada da ópera é a do final do primeiro ato, quando Mozart num momento de imensa genialidade coloca tres pequenas orquestras tocando no palco concomitantemente, e algumas vezes em compassos diferentes. Poucos diretores de cena conseguem montar essa confusão de maneira musicalmente funcional. Michael Hampe, nosso “régisseur”, colocou cada uma das orquestras num balcão no cenário, a maior delas bem no centro, e as duas menores em balcões laterais. Tudo bem com os balcões laterais que fazem parte do cenário fixo. O balcão do centro, no entanto, entra num carro com a orquestra em cima. Não foi preciso mais nada: levamos horas para que os músicos se sentissem seguros naquela alegoria e que tocassem sem serem sacolejados de um lado para outro.
Aliás esse final do primeiro ato é o momento decisivo de qualquer montagem do Don Giovanni, em qualquer teatro do mundo. Uma vez essa cena resolvida, o resto funciona. E aqui foi o mesmo. Tenho contado com uma enorme boa vontade de todos, o que nem sempre é evidente num teatro que está recém aberto e apresenta uma enormidade de problemas, que vão da técnica à engenharia. Anteontem, por exemplo, enquanto estávamos ensaiando musicalmente com o segundo elenco numa das imensas salas de ensaio do terceiro subsolo, fomos interrompidos por uma inundação que provinha das entranhas de Buenos Aires, e que começou a alagar nosso cenário. Foi preciso uma brigada de emergência para secar a sala e o nosso segundo elenco ficou, quase literalmente, a ver navios.
Hoje, pela primeira vez, passamos sem parar o final da ópera. Creio que essas páginas são um dos pontos altos da história da música. Quando me perguntam quais os meus trechos favoritos em todo o repertório lírico, sempre cito dois finais: o trio final do “Rosenkavalier” de Richard Strauss, que nunca consegui reger sem acabar com os olhos rasos d’água, e esse final do Don Giovanni, do qual saio sempre arrepiado de horror e admiração. Muitos músicos prefeririam que a obra acabasse antes da “moral” final do “questo è il fin di chi fa mal”. Eu sempre adorei essa pura solução barroca da tragédia, em que o pessoal se reune para dizer alegremente – “vejam só o que aconteceu com o vilão…” . Talvez inspirado por essa tradição, e de forma igualmente genial, Verdi acabou a sua última grande obra, o Falstaff com o espantoso coro final do “ri melhor quem ri por último”. Aí está um outro final de ópera que gostaria de juntar aos meus favoritos.
Convido-os a ouvir esses tres finais e verão que a a vida vale a pena, ainda que seja para permitir que o gênero humano crie esses monumentos à beleza.

Anúncios
Esse post foi publicado em Texto e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Diário de um Conquistador 2

  1. Rose Ferraz disse:

    Bons votos para Don Giovanni. Hoje ao passar em frente ao Théâtre du Châtelet me lembrei dos fervorosos aplausos franceses ao seu trabalho em 2007. K.S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s