Diário de um Barbeiro 6

O circo está na estrada. A Companhia Brasileira de Ópera está a caminho de Belo Horizonte, onde estreamos na quinta-feira. Os ingressos já estão à venda. Amanhã à noite faremos o primeiro ensaio técnico no Palácio das Artes.
A vida, porém, não é um mar de rosas para quem quer levar o Barbeiro de Sevilha a 15 cidades do Brasil. Na noite em que estávamos embarcando a nossa carga nos caminhões especiais, percebemos que faltava espaço para que toda a nossa tralha (containers com cenário, adereços, figurinos, instrumentos, etc…) viajasse apropriadamente. Alguém aí sabe como alugar um caminhão especial para carregar essa carga, no meio da madrugada? Porque um atraso significaria atrasar a montagem, os ensaios e …. Impossível.
Nossa super-produção se virou e o cenário está lá, montadinho, esperando o nosso primeiro ensaio técnico.
Mas há uns pares de sapatos que mandamos confeccionar no Rio de Janeiro que não couberam nos pés de nossos artistas. Tenho certeza de que outros milagres acontecerão e todos os solistas estarão convenientemente calçados no dia da estréia. E estarão exibindo os seus falsos narizes, que não chegaram junto com a maquiagem, porque estão sendo moldados não sei bem onde… Enfim, montar o Barbeiro de Sevilha não é só ensaiar uma orquestra de músicos provenientes de diversas cidades do Brasil (Goiânia, Londrina, Rio, São Paulo, João Pessoa…), que se encontraram aqui pela primeira vez há uma semana e pouco. Nem trazer cantores de todo o País e do exterior, para que se entendessem bem no palco estranho que inventamos, à frente de um telão com um desenho animado, e para que, enquanto executassem uma direção minuciosa e detalhista, cantassem a ópera no estilo rossiniano.
É pensar e resolver mínimos detalhes que só nos ocorrem quando já é quase tarde demais. É enfrentar uma burocracia enlouquecedora que às vezes me faz pensar que se essas leis foram inicialmente inventadas para nos proteger de excessos e desvios, hoje em dia, em grande parte, nos atrapalham e impedem de trabalhar com rapidez e eficiência.
Mas, ao final desses duros enfrentamentos, certamente sairemos felizes depois da estreia de um projeto que hoje é de toda a Companhia. Todos os participantes, do primeiro solista ao técnico que trabalha na coxia, entenderam o alcance do que estamos fazendo.
Não sabemos o que vai acontecer depois desse Barbeiro. As circunstâncias do nosso Brasil não são as mais favoráveis para planos culturais a longo prazo. Uma companhia estável de ópera, mesmo itinerante, necessita de uma sede, de uma segurança financeira, de apoio político e da sociedade, de infraestrutura específica e complicada, e nada disso são favas contadas.
Mas saímos para a arena certos de que esse primeiro leão está sendo vencido.
Torçam por nós.

Anúncios
Esse post foi publicado em Barbeiro e marcado , , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Diário de um Barbeiro 6

  1. Martin Muehle disse:

    Querido Maestro,
    vão com as bençãos de todos os artistas que, como eu, apostam no sucesso desta empreitada. Matem este leão e mostrem que a História da Ópera no Brasil acaba de ganhar um novo capítulo. Desejo mais que sucesso, desejo que a semente plantada frutifique para que nós e as próximas gerações de cantores possam se orgulhar de cantar em sua terra natal! Um grande abraço,
    Martin Muehle

  2. Baby Field disse:

    E como torcemos!

  3. Maria Amélia D. F. D'Azevedo Leite disse:

    Prezado Maestro Neschling, desejo-lhe sorte na condução deste projeto, que parece seguir a relevância daquele realizado junto à OSESP.
    Espero assistí-los na temporada paulistana.

    Maria Amélia.

  4. milena disse:

    Olá,

    maravilhosa a existênciade um blog como o seu! Já havia lido seu livro e adorado. Agora, acompanho-o por aqui. Como podemos saber quais as cidades e datas do itinerário do barbeiro?

    Um grande abraço e boa sorte a todos

  5. Adonay das Neves disse:

    Magnífico projeto Maestro!
    Vejo o espetáculo no próximo sábado.

    Vida longa a Companhia!!!
    Um forte abraço mineiro.
    Adonay das Neves.

  6. Helena disse:

    Caro Maestro
    Desde seu início com a OSESP, vernho acompanhando sua trajetória.
    Cumprimento-o por mais este grandioso projeto!!

    Obs: Moro em Taubaté, licenciada em Letras – port.inglês; fui agente de viagens e trabalhei muitos anos com teatro (regional). Tenho quase sessenta anos; entretanto, se já tivesse terminado a minha pós-graduação (tradução de inglês, com término em outubro), iria solicitar uma vaga (de auxiliar) em sua compahia, para trabalhar de graça. Só pelo prazer de fazer parte de um projeto (de arte) tão arrojado!!

    Desejo muito sucesso a toda companhia
    Um grande abraço
    Helena
    vvargas_sp@yahoo.com.br

  7. adolpho tuchman disse:

    Desejo sucesso com a temporada do Barbeiro.Aproveito para dizer que o dvd Samba
    que adquiri no exterior[!] é maravilhoso.Interessante que grupos de música clássica/
    óperas que frequento no Rio de Janeiro não conheciam este seu trabalho.Parabéns!

  8. Ma Bego disse:

    Torço muito…
    torço sempre por vc maestro!!!
    grande abraço!!!

  9. a cantora careca disse:

    Sucesso maestro, felicidades e viva a nova companhia, lechaim!

  10. a cantora careca disse:

    Hoje no Globo, sucesso total e risadas. Parabéns, eu não vou perder por nada a oportunidade de rir numa ópera, em geral eu só choro! Ah, e também vou levar crianças :)))

  11. Camila Morales disse:

    Querido Maestro,

    Moro em Porto Alegre e ontem assisti a a presentação de vocês. Gostaria de dar os parabéns pela iniciativa, o espetáculo está lindo e os minúsculos probleminhas foram compensados pelo fato de estar assistindo em minha cidade uma espetáculo com tão nobre pretensão de formação de um público para Ópera.
    Trabalhei na Royal Ópera de Londres e conhecendo os recursos e a logística deles, imagino o desafio de vocês de fazerem um projeto itinerante.
    A montagem é muito criativa e já estou aguardando o espetáculo do próximo ano!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s